Alimentação

Dietas para situações especiais

Sempre que seu filho apresentar algum sinal de que algo não vai bem, tente ficar calma
para transmitir segurança à criança. Observe os sintomas e entre imediatamente em contato com o pediatra. Os sintomas podem ser apenas um mal estar passageiro, mas com as crianças todo o cuidado é pouco!

Seguem abaixo dicas de alimentação para ajudar a aliviar (e não tratar) os sintomas de algumas situações comuns na infância.

-Diarréia: É importante oferecer uma boa quantidade de líquidos para evitar a desidratação como alimentos que ajudem a diminuir a freqüência da diarréia, como suco de maçã, suco de goiaba, maçã raspadinha, banana prata madura, arroz branco bem cozido, batata e cenoura cozidas ou sob a forma de purês, peito de frango cozido e com pouquíssimo tempero, canja de galinha e biscoitos de água e sal.

-Estomatite: Alimentos líquidos (sopas) e pastosos (purês), frios (retire da geladeira um pouco antes de servir) e sem sal. Gelatina e papinhas de frutas (banana, mamão, pêra) também têm boa aceitação. A estomatite é uma infecção viral bastante comum em crianças e provoca várias feridinhas (ou aftas) na boca e garganta, causando muitas vezes grande desconforto e dor.

-Febre: Oferecer bastante líquido para prevenir a desidratação e alimentos leves e frescos como legumes cozidos e frutas.

-Prisão de ventre: Bastante líquido para ajudar a lubrificar as fezes e intestino. Suco de ameixa seca, suco de laranja lima, mamão, pêssego, geléia caseira de ameixa, purê de abóbora, vegetais verdes refogados como espinafre e couve, e cereais como o farelo de aveia (fonte de fibras).

-Resfriados: Oferecer líquidos em boa quantidade para fluidificar as secreções, sucos de frutas ricas em vitamina C, como laranja lima, caju, morango, acerola, purê de frutas, gelatinas, caldos e sopas de legumes.

-Tosse e dor de garganta: Líquidos mornos, sopas e mingaus preparados com leite de soja ou alternativos. Uma colherzinha de chá de mel (lembrando que o mel só deve ser oferecido após 2 anos de idade).

-Vômitos: Se a criança começar a vomitar, corte os alimentos sólidos. Vá dando aos poucos líquidos leves em intervalos pequenos. Ofereça na colher de chá água, chás água de coco industrializada (porque são pasteurizadas) e/ou soro caseiro. O 1° objetivo é evitar a desidratação. Quando a criança parar de vomitar, passe a oferecer além de líquidos, alimentos pastosos como papas, sopas e purês sem gordura e com um pouquinho de sal. Só ofereça alimentos sólidos quando ela estiver se sentindo melhor, mas mesmo assim, faça de forma gradativa para não causar desconforto no aparelho digestivo que está sensível.

Receita do Soro Caseiro

1 litro de água filtrada
2 colheres de sopa de açúcar
1 colheres de café de sal
Dê aos poucos em colher pequena ou na mamadeirinha de remédio. O importante é oferecer o dia inteiro um pouquinho e verificar se os sintomas melhoram.

NENHUMA DAS SUGESTÕES ACIMA SUBSTITUI AS ORIENTAÇÕES DO MÉDICO!

A Alimentação do Bebê

Como a mãe natureza é sábia, vamos seguir a regra natural das coisas. Amamentar no seio é certamente o meio mais saudável e com paciência e dedicação, em poucos dias, mamãe e bebê já se entenderão muito bem. Beba bastante líquido, alimente-se bem, mantenha os seios limpos e secos, e amamente sempre que o seu bebê chorar de fome.
A segunda opção é a mamadeira, seguindo a orientação do pediatra ou de uma nutricionista você terá vários tipos de leites infantis à disposição no mercado. Se o seu bebê não se adaptar, aparecendo algum sintoma de rejeição, alternativas serão testadas, como leite de cabra, de soja, de cereais, etc. Quando o bebê estiver com seis meses de idade, os alimentos serão introduzidos sob forma de papinhas e sopas. Frutas, legumes e cereais são importantíssimos nesta fase, pois ele começa a necessitar das vitaminas contidas nesses nutrientes. Introduza aos poucos cada tipo de alimento e observe durante alguns dias se o novo alimento não provocou alguma reação no bebê, como: diarréia, erupções na pele ou muita manha sem motivo.
Dos seis aos oito meses, ele já come gema de ovo e carnes de frango, rã e vaca em forma de papinhas ou amassadinhas com garfo. Ele também já segura os alimentos com mais coordenação e você poderá dar uma cenoura crua (inteira) ou um pedaço de pão francês (inteiro) para ele ficar roendo, por que além de se alimentar ele gosta de coçar a gengiva, pois nesta fase os dentinhos vão começar a nascer.
Após os oito meses ele já pode ingerir alimentos em pedacinhos, terá o paladar mais apurado e quando chegar aos 12 meses, seu bebê poderá comer quase todos os alimentos. Evite ao máximo alimentos industrializados e guloseimas, ele terá a vida inteira para comê-los, quanto mais tempo você adiar este tipo de alimentação, mais saudável será seu filho.

Responses

  1. ola, gostaria de tirar um duvida. Meu filho tem 3 anos e tem arlegia a lactose mais a arlegologista que fui com ele disse que essa alergia dele sai, mais nao sabe dizer o tempo que sai, pois a reacao dele quando come algunha coisa que contem leite ou derivados de leite e de vomitar e ficar com os olhos vermelhos cossando muito e espirando quase que sem parar. queria saber se realmente isso e verdade, e se tenho que procurar outro alergologista? pois aqui na minha cidade nao tem muito especialistas nessa area.

  2. Olá Nathalia, geralmente a alergia vai diminuindo sim conforme a criança cresce. O organismo vai ficando mais resistente aos fatores alérgicos. Na maioria das crianças a alergia à proteína do leite dura até uns 7 anos. Mas, cada caso é uma caso, evite dar o leite e os derivados e conforme ele for crescendo você vai introduzindo um alimento ou outro.
    A Homeopatia é muito eficiente para prevenção e aumento da imunidade. Os cuidados com a criança alérgica requer paciência, mas depois vale a pena. Procura adaptar receitas de alimentos que ele gosta, mantenha sempre um lanchinho na bolsa quando vão passear e alimnte-o sempre antes de uma festa, pois assim ele não vai se preocupar com a comida e sim em brincar. Se vc achar bom a opinião de outro médico, leve-o, mas cuidado para não ficar dividida.

  3. ola nao é comentario é uma pergunta…meu filho tem um ano e tres meses,descobri que ele é alergico a lactose,posso amamenta-lo? o que devo dar para comer,por favor me mande uma lista…

  4. Olá Flávia, se foi diagnosticado alergia a proteína do leite da vaca, vc deve cortar tudo que leva leite de vaca e derivados da alimentação dele. Se você estiver amamentando no peito ainda, acho que você tambem deveria entrar na dieta e tirar leite e derivados. Você pode dar para ele cereais,carne de rã, frango, peixe, ovo, legumes, frutas, verduras em forma de pures e papinhas e amassadinhos. Cada alimento novo que for introduzido anote e veja como o organismo dele reage. Tem crianças que se adaptam bem ao leite de soja, outras não. Converse com o pediatra qual será o “leite” que substituirá o leite de vaca. Tem uma lista de alimentos que vc pode dar na aba “MERCADO MSL”. Pegue receitas com família e amigos e saiba cozinhar para poder fazer qualquer coisa que ele gostar e puder comer. Boa Sorte! bjs

  5. Boa Tarde, Me chamo Ana Carla, tenho uma princesa que se chama Manuela de 1 e 3 meses, ela tem intolerância a lactose, no começo foi muito difíci, mais hoje já estou introduzindo leite com orientação do pediatra, por sinal excelete! Bom gostaria de acrecentar que para prisão de ventre minha sogra faz uma vitamina de frutas com mamão ou kiwi com caqui, que faz a diferença. Adorei o site, é sempre bom aprender sobre nosso filhos.

  6. Olá Ana Carla,
    obrigada pela sua contribuição que é sempre muito importante. Grande dica desta vitamina, vou fazê-la e postar no Blog assim que possível.bjs Cris

  7. O meu neto é alérgico a leite (a proteína), ainda toma mimngau e eu não consigo tirar de bate pronto. As farinhas que ele consome no gagau têm leite( Mucilon, farinha lactea…), bem o leite o pediatra e nutri ja trocaram, estou precisando de ajuda, quem tiver dica de farinhas para gagau de nenen sem leite por favor me informe, ah também não pode ter ovo, o guri é alergico a ovo.

  8. Olá Irene, tente fazer o mingau com aveia, creme de arroz ou fécula de batata, maisena, misturados a uma fruta, leite de soja e adoçados com açúcar orgânico ou mascavo que são mais saudáveis. Para os bebês que acabaram de sair do desmame, façam papinhas com o próprio leite materno. Eles adoram e agridem menos o organismo, pois já estão acostumados com o leite da mamãe. Uma pêra amassadinha com aveia e leite materno, fica uma papinha bem gostosa. Vai depender da idade e do paladar de cada criança, temos que seguir as liberações do pediatra e colocar a criatividade para funcionar.

  9. Olá, conheci esse blog somente hoje, já passei varias situações com meu filho que hoje esta com 1 ano e 2 meses. Descobri a alergia a proteína do leite de vaca ao 4 meses, por insistencia minha em fazer exame de fezes dele. Por agum motivo que eu não sei o qual meu bb desde que nasceu apresentava gases gigantescos anormais mesmo, e diarréia constantes com presença de muco e uma vez vi nas fezes raios de sangue, e mi desesperei q cheguei a discutir com o pediatra q achava ser exagero meu dizia ser normal o processo de cólicas. Não deu outra no exame. Tdo alterado e meu filho poderia até fazer uma anemia por conta do sangue q perdia nas fezes. Acho que os médicos tem que olhar com mais carinho para nossas observações. Para mim é muito dificil moro no interior do Amazonas e tenho muitas dificuldades de encontrar alternativas de alimentos para meu filho, esse site vai me ajudar muito, mas aqui é dificil encontrar produtos para fazer as receitas. Será que náo tem um site que eu possa comprar?

  10. Olá Yanezza, tente oferecer tudo o mais natural possível. Tem sites ótimos de alimentação para crianças e adultos tb que vc pode adaptar com menos tempêros. Na lateral da home do blog tem alguns links. vou colocar outros aqui para vc. Leia bastante, pesquise, anote todas as reações que aos poucos voce vai adaptar os alimentos adequados ao organismo do seu filho.

    http://www.biossanaemporio.com.br

    http://www.jasminealimentos.com/ptbr/index

    http://www.olvebra.com.br/pt/home/

    guia de compras do portal “sem lactose”
    Boa sorte, bjs

  11. Obrigada pela dica querida, vcs não tem idéia da minha felicidade por ter encontrado esse blog, vivia perdida desanimada, pq uma hora e outra meu filho desenvolve alergias atópicas e fico pelos cabelos sem saber o q fazer, pois a alimentação dele e totalmente vigiada. Estava p ficar neurotica, tdo que ele como é inspecionado. Agora na idade que ele está fica pedindo tudo que nos ver comendo fico de coração partido. Agora vejo algumas alternativas aqui com vcs. Obrigada por compartilhar conosco suas experièncias. Bju

  12. Maravilhoso esse site. meu filho tem 4 anos e tem uma tosse seca que não descobrimos a causa acredito que seja alergia a algum alimento mais ele tanbém tem refluxo. Fico quase louca com o que ele pode e não pode comer.É bom saber que tem gente com os mesmos problemas e com vitórias constantes. dá mais força pra continuar não enlouquecendo de preocupação. Se alguem tiver alguma dica sobre o meu problema gostaria de ouvir.

  13. Obrigada, informação certa, troca de experiências são fundamentais para entendermos e lidar melhor com os problemas do dia a dia. Seja bem-vinda!

  14. Oi, gostaria de saber se vcs teriam uma receita de iogurte de soja para fazer em casa?
    Obrigada
    Beijos
    Marcia

  15. Oi Marcia, no conheo no. Sei que no link da Ecobrs vc encontra iogurte de soja e a batavo tb vende nos supermercados a sua linha Naturis de soja. bjs

  16. oi irene minha filha tbem é alergica,e eu faço p ela mingau c leite de soja e vitalon mas atençao o vitalon faria lactea tem leite prefira o vitalon normau tem de arroz de milho cereais e frutas eu prefiro o de arroz ou de frutas ela ama.

  17. outra coisa é o cremogema ela gosta de sabor baunilia,vc conhece o iogurte da batavo naturis é muito bom tbem tem biscoitos da marca liane sem lactose de maizena agua e sal e agora recente descobri a recheada minha filha faz a festa n sei se ja é hora de dar a sua neta mas sempre é bom se preparar p qd chegar a hora de dar essas novidades a ela bjos e boa sorte.

  18. marcia receita n sei mas vc ja provou naturis é gostoso e é de soja tem sabor pessego morango e banana c maça.

  19. Oi, primeiro parabéns pelo site e obrigada por compartilhar tantas informações valiosas!
    Minha filha Manuela tem 1 ano e 10 meses e tem APLV. Tenho uma dúvida: li que o corante caramelo tb está na lista dos alimentos “proibidos”, é isso mesmo? Pergunto pq vi que esta linha Naturis da Batavo contem este corante, aí fiquei insegura de dar pra ela…
    Bjs e obrigada
    Isabela

  20. Coloquei ênfase no corante amarelo, pois a Joana tinha alergia a esse corante tb. Mas, cada caso é um caso. Se não prejudica a sua filhinha, tudo bem! bjks e Obrigada!

  21. Olá , descobri o site de vcs hoje restou aforando! Minha princesa tem um ano e sete meses e tem intolerância á proteína de leite de vaca e leite de soja tb. Confesso que estou meio sem criatividade para preparar a alimentação dela e onde moro tenho pouca opção de produtos naturais. Frutas ela come só banana, pêra, maça…será que já posso dar outras frutas como pêssego, abacaxi…queria muito a ajuda de vcs com receitas para almoço e lanchemos, ou que me indicassem algum livro! Muito obrigada!

  22. Se ela já tem 1 ano e sete meses, ela praticamente pode comer de tudo. Evite as frutas muito ácidas como o abacaxi, mas o pêssego, a manga, o melão, o mamão, figo, laranja, caqui, abacate e muitas outras vc já pode oferecer. Tem um livro que gosto muito da Editora Memória Visual “A melhor comida para bebês do Planeta” tem diversas papinhas, sopinhas etc, tudo bem nutritivo e variado. Só que o livro não tem restrição de leite, vc troca por soja ou suco, mas tem muita variedade. bjs

  23. Amo este blog…………minha bebe tem 9 meses e tem alergia a proteina do leite de vaca e as dicas daqui me ajudam demais…..bj

  24. Obrigada Julianan que bom que podemos ajudar. Bjks

  25. Meu neto tem cinco meses e meio e apesar de apresentar vários dos sintomas mencionados, minha filha teve que insistir MUITO com a pediatra para dar atenção a possível alergia à proteína do leite. Agora, ele toma o alimento específico e, felizmente, já está apresentando melhoras consideráveis do quadro que ele apresentava. Gostei deste site e estou me sentindo mais segura para ajudar meu neto nessa nova fase da vida dele. Obrigada pelas dicas

  26. Olá Eleonora,
    que bom que pudemos ajudar. Leia bastante sobre o assunto, cada vez mais vc se sentirá mais segura para ajudá-lo. Com o tempo tudo se encaixa e vira rotina. Conforme vão crescendo a maioria das crianças criam imunidade e alergia passa. Boa sorte! abçs

  27. Oi minha filha tem 11 meses ela tem refluxo e toma supra soy desde 3 meses. Há um mês apareceu umas assaduras a pediatra disse q e monilia já tentei pomada e talco anti-séptico mas nao Sara ja tem um mes. acho q vo mudar de leite nao sei mas o q fazer?

  28. Elisangela, mudar a alimentação de um bebê deve ser sempre acompanhada de um especialista. Se o seu pediatra não está gerando confiança, troque de pediatra. Mas, não dê alimentos novos sem um acompanhamento médico ou nutricional. Tenha paciência e avise ao médico que pretende tentar uma outra alternativa. Juntos chegarão a uma caminho.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 137 outros seguidores